Xiaomi terá scooter elétrica a preço de celular

E antes que você me diga diversos modelos de carros que dá pra comprar com os incríveis 11 mil reais que é pedido por um iPhone 12 Pro Max, não custa lembrar que a Xiaomi costuma (por enquanto) praticar preços mais convidativos. E este bom custo benefício se espalha para todos os “dispositivos” produzidos pela empresa chinesa.

Embora não sejam bem “dispositivos”, a Xiaomi anunciou que pretende lançar uma segunda versão de suas scooters elétricas A1 e A1 Pro (imagina o preço do Pro Max). E as mobiletes (quem lembra?) chinesas custarão menos que alguns dos smartphones produzidos pela empresa.

O design das scooters não foge do padrão, contando com um farol retangular e assento individual. A grande ousadia (mas nem tanto) é um painel LED de bom tamanho e que inclui GPS integrado ao computador de bordo. Na parte tecnológica, as pequenas motos vão ter comando de voz e uma câmera para gravação do percurso.

Painel da scooter elétrica A1 com comandos por voz, GPS e touch screen – Foto: Xiaomi

A Xiaomi A1 tem autonomia de 60 km e bateria de 768 W, e a A1 Pro possui autonomia de 70 km e bateria de 960 W. Os modelos alcançam velocidade máxima de poucos 25 km/h (o suficiente para uns bons rachas nas ciclovias da Faria Lima) . A bateria é removível e pode ser recarregada em qualquer lugar, o que facilita ainda mais a tarefa de estacionar a scooter e garantir a autonomia.

Gostou? Que pena que não estará a venda no Brasil —por enquanto. Lá na China os modelos custarão a partir de R$ 2,100 em conversão direta do yuan.

Rodrigo Freitas Escrito por:

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *