“De volta a idade média”, afirma fundador do Telegram sobre desenvolver para iPhone

Pavel Durov, fundador do Telegram – Foto: Wikimedia

O fundador do Telegram, o programador russo Pavel Durov, fez duras críticas à Apple e seus sistemas operacionais em seu canal público no aplicativo russo. Pavel chegou a dizer que programar para o iOS é como “ser jogado de volta à idade média”.

Pavel disse ainda que gigante de Cupertino promove a venda de um “hardware obsoleto e muito caro” e que para os usuários fica a pior parte, a de estarem presos ao ecossistema da Apple: “Você só tem permissão para usar aplicativos que a Apple permite instalar através de sua App Store e só pode usar o iCloud para fazer backup de seus dados nativamente”.

A postagem foi incentivada por recente notícia, publicada pelo jornal americano The New York Times, sobre as relações “amigáveis” da Apple com o governo da China. A publicação denuncia, inclusive, um possível envolvimento da empresa americana com ações de “vigilância e censura” no país asiático. Sobre esse assunto, o fundador do Telegram foi claro: “Não é de se admirar que a abordagem totalitária da Apple seja tão apreciada pela China, que tem controle total sobre os aplicativos e dados de todos os seus cidadãos que dependem de iPhones”.

O Android também entrou nos comentários de Pavel sobre o iPhone, e de forma elogiosa: “O iPhone não é capaz de competir com as telas de 120Hz de alguns celulares Android” (O iPhone, até o momento, só suporta 60Hz em seus aparelhos), exaltando assim a capacidade dos dispositivos que rodam o sistema da Google de suportar animações e atualizações de tela mais suaves. “Sempre que preciso usar um iPhone para testar nosso aplicativo para iOS, sinto que sou jogado de volta à Idade Média”, finalizou o programador russo.

Rodrigo Freitas Escrito por:

seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *